• PET Eng. de Produção

Como fazer uma Carta de Motivação de destaque



Em muitos Processos Seletivos, a carta de motivação é uma das primeiras etapas, sendo muitas vezes a primeira interação entre entrevistador e candidato. Por isso, deve-se ter muita atenção com cada palavra usada no texto (essa é a dica número um).


Qual a estrutura da carta motivacional?

A resposta é: não há um formato padrão desse estilo. Então, o que fazer? Por onde começar? Se acalme, meu conselho é que você veja exemplos e modelos na internet, para ter uma breve noção do que se trata. Depois disso, ou até antes, leia o edital que a empresa disponibilizou, para entender um pouco sobre as etapas do Processo Seletivo e o que se espera dos candidatos.


Em termos de formatação, caso não seja tratado no edital, use algum tipo de letra padrão, por exemplo Times New Roman, Calibri ou Arial, no tamanho 11 ou 12, com o texto justificado e com, no máximo, uma folha.


O que o entrevistador quer ler na sua carta?

Além da boa escrita e conformidade com a ortografia, a primeira coisa que o leitor procura em sua carta é: motivação, é óbvio, porém não é tão simples assim. Você deve demonstrar entusiasmo e vontade de fazer parte da empresa o tempo todo. Mas como fazer isso? Usando palavras estratégicas! Veja o exemplo: “Tive a oportunidade de conhecer um pouco sobre o grupo ainda no período como vestibulando, despertando assim, o interesse em fazer parte de alguma entidade de excelência como o PET Engenharia de Produção. A possibilidade de fazer parte de uma iniciativa que pudesse me proporcionar contato com pessoas excepcionais (...)”.


Além dessa valiosa ferramenta, o entrevistador busca conexão entre as frases e foco no objetivo principal do texto. Não se disperse, preocupe-se mais com a qualidade do que quantidade, sua carta é um complemento ao currículo, então é indicado que deixe informações técnicas e específicas para ele.


O que escrever em uma carta de motivação?

O principal insight é: use mais Soft Skills do que Hard Skills! Ou seja, use competências comportamentais e pessoais, conte sobre como você lida com situações de pressão e como trabalha em equipe. Resumindo, escreva sobre suas experiências! Mesmo que você não as considere tão relevantes, escreva. Porém, é importante conectar as suas experiências com os mesmos interesses do grupo. Por exemplo, participar de uma competição, fazer parte de uma equipe de escoteiros, ou até mesmo ser membro de uma banda musical, buscando ressaltar o desenvolvimento pessoal que isso gerou em sua vida e como aplicaria isso na organização que você deseja fazer parte.


Outra dica importante é não repetir informações, a redundância desanima o leitor. Lembre-se, o recrutador leva, em média, 7 segundos para ter a primeira impressão sobre seu texto! Portanto, seja claro e específico nas palavras.


Essas foram algumas poucas dicas (porém, valiosas) que podem ajudar você a conseguir a tão desejada vaga na empresa que almeja. Se atente aos detalhes e você fará uma carta de motivação de destaque!


Obrigado pela leitura, e muito sucesso para você!


Escrito por Felipe Dalla V. Lourenço.


242 visualizações

CONTATO

Universidade Federal de Santa Catarina

Campus Trindade

R. Dep. Antônio Edu Vieira - Trindade, Florianópolis - SC, 88040-535, Brazil.

petepsufsc@gmail.com

(048) 3721-7060

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Instagram Icon

© Desenvolvido pelo grupo de Marketing 2017.2 e revisado pelo grupo de Marketing 2020.1