• PET Eng. de Produção

O impacto da computação quântica nos negócios: o futuro imediato

Física quântica, teoria quântica ou mecânica quântica são termos que surgiram no início do século XX, com o surgimento da Física Moderna. Inicialmente, este estudo passou a se preocupar com a parte microscópica da física, essencialmente no que se refere à quantização de energia.


Quando pensamos nessa área quântica, cientistas como Planck, Einstein, Rutherford, Bohr, Schrodinger e Heisenberg, entre tantos outros, foram de extrema importância para a construção de conhecimentos que mudaram as nossas vidas, e que se tornaram primordiais para o surgimento de novas tecnologias.


Atualmente, por exemplo, temos mais de cinco bilhões de pessoas que possuem um celular no mundo inteiro. Portanto, é nítido que a tecnologia, direta ou indiretamente, faz parte do cotidiano das pessoas e, principalmente, das empresas. Contudo, todo esse consumo de dados significa consumo de energia. Além disso, estudos projetam que não será possível sustentar todos os dispositivos eletrônicos existentes a partir de 2040 caso continuemos com as mesmas formas de armazenamento de dados.


Diante desta perspectiva, surgiu a alternativa da computação quântica, que utiliza as bases teóricas fundamentadas através da mecânica quântica. Com este novo tipo de tecnologia, será possível superar os limites de processamento de dados atuais e de seus respectivos hardwares.


Mas como essa tecnologia funciona?

Na computação quântica, os bits tradicionais dos computadores são substituídos pelos qubits (bits quânticos), uma versão quântica que não possui apenas dois estados, mas uma infinidade deles.


Enquanto um bit é binário e assume apenas valores 1 ou 0, o qubit pode ser 1, 0 ou os dois ao mesmo tempo. O fato de um qubit poder assumir três valores em vez de um é que torna possível realizar cálculos que até então eram inviáveis. Como o sistema não funciona de forma linear, ele também pode calcular todas as possibilidades de um problema ao mesmo tempo.


Os computadores quânticos que estão sendo desenvolvidos atualmente utilizam partículas de luz, íons presos, qubits supercondutores e nitrogênio observador em diamantes imperfeitos.


O desenvolvimento de aplicativos com essa nova tecnologia pode tornar os serviços de computação em nuvem muito mais ágeis e poderosos. Soma-se isso o fato de que as pesquisas em computação quântica falam de hardwares que poderão ser oferecidos no futuro como um serviço de nuvem.


Diante disso, as empresas gigantes de tecnologia estão investindo pesado na tecnologia para saírem na frente e terem em mãos computadores capazes de resolver problemas inimagináveis. Tudo ainda é recente e as companhias não sabem ao certo como esse futuro quântico funcionará, mas isso não impediu que todas iniciassem algum projeto mirabolante.


E por que essa tecnologia interessa a diferentes empresas e negócios?

A alta capacidade de processamento desses computadores será capaz de traçar caminhos complexos e fazer projeções de cada possível decisão a ser tomada pelas empresas, como gestão de investimentos, mensuração de riscos em diferentes cenários e pesquisas, deixando-as ainda mais capacitadas e planejadas para qualquer acontecimento. E é por isso que essas empresas estão passando a realizar grandes investimentos no departamento de TI, por exemplo, a fim de prepará-lo para criar algoritmos quânticos.


E este tipo de investimento não se restringe apenas às empresas. O governo americano já se comprometeu a investir, em cinco anos, US$ 1,2 bilhão no segmento e a União Europeia também já decidiu destinar € 1 bilhão ao longo de dez anos. Já a China anunciou um investimento de US$ 10 bilhões.


Mas quando teremos contato direto com os computadores quânticos?

Para se ter ideia, em janeiro deste ano (2019), foi lançado o primeiro computador quântico de uso comercial, em Las Vegas.



O equipamento negro com aparência de escultura futurista é um marco histórico. Entramos, de fato, numa nova fase de uma maratona iniciada há décadas. Trata-se de uma corrida para levar a tecnologia dos laboratórios até o dia a dia das companhias, além de startups. Em sua famosa curva de adoção de novidades, a consultoria Gartner estima de cinco a dez anos para que a computação quântica entre na fase de uso produtivo nos negócios. O caminho vai ser tortuoso, porém, já temos algumas certezas.


Além disso, a nova tecnologia será muito melhor para fazer simulações complexas e tratar de questões probabilísticas. A computação quântica permitirá simular a natureza. Isso vai ser fundamental para a descoberta, entre outras coisas, de novos medicamentos e materiais.


Quais são as possíveis aplicações da computação quântica?

Através dessa nova tecnologia, será possível executar (através da rapidez de processamento) a inteligência artificial de forma rápida e aplicada em diferentes setores e atividades.


Também, a computação quântica disponibilizará informações precisas sobre as movimentações do mercado financeiro em nível global. Esse conjunto de informações, processado em tempo real e de maneira muito mais rápida do que é feito atualmente, ajudará na tomada de decisão dos investidores sobre as suas aplicações.

Além disso, o vazamento de dados é algo preocupante, especialmente para as empresas. Os métodos atuais de criptografia podem ser facilmente superados pelos computadores quânticos, daí a necessidade da criação de novas proteções na gestão de dados. A computação quântica traz a possibilidade de criar fórmulas complexas e que ultrapassam as atuais em termos de segurança.


Ainda, o seu desenvolvimento se inserirá nos modelos de negócio, trazendo muitas outras possibilidades para a gestão e o processamento de dados do meio empresarial. O computador quântico possibilitará a otimização de processos e, automaticamente, contribuirá para o aumento da produtividade.


No Brasil, por exemplo, um setor que poderá ser aprimorado em larga escala é o da agricultura. Os estudos sobre genética da planta de café por exemplo, demoram anos para terem seu sucesso comprovado, devido a necessidade do teste empírico. Com a computação quântica, essa comprovação poderá ser confirmada em segundos e isso mudará completamente o mundo dos negócios. A utilização de fertilizantes artificiais e produção de insumo precisam de alta pressão e temperatura e utilizam entre 1% e 2% da eletricidade do mundo inteiro. Mas, na natureza, esse mesmo processo químico é realizado em condições normais de temperatura e pressão pelas bactérias, e é esperado que a computação quântica seja capaz de fazer essas simulações. Na computação clássica, há o impedimento pela incapacidade de simular estas reações.


Portanto, a computação quântica é um assunto recente, mas está em franco crescimento devido ao seu potencial e por possibilitar tanto desenvolvimento. Logo teremos contato direto com as suas aplicações!


Obrigado pela leitura! Espero que tenha gostado!


Escrito por Paulo Henrique Gamba

0 visualização

CONTATO

Universidade Federal de Santa Catarina

Campus Trindade

R. Dep. Antônio Edu Vieira - Trindade, Florianópolis - SC, 88040-535, Brazil.

petepsufsc@gmail.com

(048) 3721-7060

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Instagram Icon

© Desenvolvido pelo grupo de Marketing 2017.2 e revisado pelo grupo de Marketing 2020.1