• PET Eng. de Produção

O QUE É SUPPLY CHAIN

O que é Supply Chain?


O Supply Chain, ou “Cadeia de Suprimentos”, é o processo que envolve todas as operações logísticas de uma empresa, desde a aquisição da matéria prima até a entrega do produto ao consumidor final. Todas as partes envolvidas na cadeia de suprimentos são integrantes desse processo: fornecedor, fabricante, distribuidor, armazenamento, marketing, entre outros.


O foco dessa integração é garantir a satisfação das necessidades dos consumidores e para que isso ocorra, é necessária uma gestão eficiente dos componentes dessa cadeia


O Supply Chain Management (SCM) nasce da necessidade de gerir e conectar toda essa cadeia, que vem desde a matéria-prima até a entrega do produto acabado ao cliente. Trata-se de uma tarefa árdua por conta dos diversos componentes da cadeia de suprimentos que devem ser integrados de maneira que não comprometa a produção da empresa.


Além disso, ao longo de toda a cadeia é necessário fazer trade-offs com relação a fatores como tempo, volume de entrega e custo, por exemplo, de maneira que atenda da melhor forma os interesses da empresa e de seus stakeholders.


Dentre os componentes da Supply Chain, podemos citar principalmente:


Planejamento: Para que a empresa possa ter uma cadeia de suprimentos eficiente, é necessário que haja planejamento que contemple todas etapas da cadeia de modo que trabalhem alinhadas, promovendo a integração e a análise estratégica dos processos. Caso esse planejamento não seja integralizado e cada setor desenvolva seu próprio plano, é mais propenso que haja discrepância entre a demanda e o abastecimento entre setores.


Compras: Essa tarefa de aquisição de matéria-prima, ferramentas e afins é de fundamental importância. O setor de compras não é apenas responsável por fazer pedidos e acompanhar seu andamento, mas também por buscar fornecedores, analisar a qualidade do produto, avaliar o impacto no custo e o tempo de resposta. Dessa forma, passa a ser uma peça fundamental para a estratégia da empresa.


Produção: É a área responsável por transformar a matéria prima no produto final, sendo assim, uma das mais impactadas pelo SCM. Há duas maneiras conhecidas de produção, que podem ser usadas dependendo das estratégias decididas, confira um pouco mais sobre elas abaixo:

Produção Puxada: Só há a realização da produção conforme a demanda do cliente, sendo portanto uma estratégia utilizada para evitar problemas de estoque. Confira nosso outro blog sobre Gestão de Estoques clicando aqui.

Produção Empurrada: A realização desta produção, é conforme um método de previsão de demanda, sendo portanto uma estratégia que otimiza o uso das infraestruturas da empresa, mantendo-as menos ociosas.


Distribuição: Por estar no fim do processo da cadeia de suprimentos, esta área possui grandes responsabilidades, sendo a principal, garantir a entrega do produto ao consumidor final.


Tributário: Uma área imprescindível para países como o nosso, onde os tributos e impostos podem representar uma parcela significativa dos custos. É responsável por realizar o planejamento tributário.


Marketing: Área responsável por realizar ações voltadas para o seu público alvo, visando deixá-los interessados na compra de seus produtos, afinal não adianta existir toda uma produção e distribuição, se não existirem clientes.


Recursos humanos: Não é possível lidar com uma cadeia tão complexa como a de suprimentos, que possui diversas ramificações e áreas interligadas, sem pessoas qualificadas e capazes de realizar suas tarefas.


Dessa forma, é possível entender a complexidade da cadeia de suprimentos, por conta dos diversos elementos que a integram, assim como a importância de ter suas partes devidamente alinhadas para a maior eficiência da cadeia produtiva, proporcionando melhores resultados para o cliente final.


Obrigado pela leitura!


Beatriz Locatelli, Gabriel Cidade e João Paulo Almeida


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo