• PET Eng. de Produção

Por que gerenciar estoques?

Atualizado: Mai 19


O mundo organizacional mudou muito no último século, os processos estão mais complexos, as distâncias parecem menores e o tempo um pouco mais curto, empresas e pessoas têm que se adaptar a uma realidade que muda rapidamente, de maneira a não perder oportunidades e valor. Para isso é necessário um planejamento prévio, de modo a reduzir custos, sem perder a qualidade e garantir a satisfação do cliente. A logística tem tudo a ver com isso.


Podemos dizer que a logística está preocupada com otimização, e é através dela que implantamos ferramentas capazes de controlar fluxos e armazenamento de produtos, serviços ou sistemas de modo inteligente e estruturado. Para isso ser possível, é necessário trabalhar em algumas frentes de atuação, como transporte, Supply chain, pedidos, embalagem e gestão de estoques, que é o tema do texto de hoje.


O QUE É GERENCIAMENTO DE ESTOQUE?


Gerenciamento de estoques é um dos maiores campos de atuação da logística. Esse setor lida diretamente com previsão de demandas, controle de custos, movimentações dentro do processo produtivo e a organização destes estoques. Quem trabalha nesse ramo está preocupado com as necessidades da empresa: o que é indispensável às atividades executadas? Quando precisarei utilizar esse recurso? E onde ele será útil?


A área tem dois objetivos principais: Maximizar os recursos da organização, que está relacionado ao uso de mão de obra e materiais, de modo a não haver falta ou desperdício desses recursos, e atingir um bom nível de serviço, deixando o cliente satisfeito, com cumprimento de prazos e especificações. Ambos se dão observando o mercado, a demanda sazonal e as vontades de quem irá adquirir o produto final da organização, em conjunto com outras áreas da logística e da empresa.


SERÁ QUE GESTÃO DE ESTOQUES É TÃO IMPORTANTE?


Há algumas boas razões para se ter um bom gerenciamento de estoques. Alguns exemplos de situações práticas onde vemos a gestão de estoques atuando serão abordadas abaixo:


- É necessário atender às demandas sazonais: as necessidades do mercado nem sempre são contínuas e regulares o ano todo. Por exemplo, a venda de chocolate aumenta muito na época da Páscoa, e é necessário estar preparado previamente para conseguir ter o que é preciso para atender a alta demanda dos doces. Assim, é possível aproveitar uma grande oportunidade de ganhar clientes, que ficarão satisfeitos ao encontrar o que querem nas prateleiras do mercado e que, portanto, não precisarão procurar marcas concorrentes.


- O controle e alocação de armazéns: é a prática de gerenciar a localização e o tipo de produto armazenado, atendendo a necessidade de uma região ou setor. Quando compramos algo pela internet e ficamos satisfeitos com entregas rápidas e fretes mais baratos em um país continental, como é o Brasil, os armazéns, com estoques, precisam estar distribuídos de modo a facilitar e encurtar o transporte, para que os custos sejam bem distribuídos e que não se necessite esperar o acúmulo de muitos pacotes para determinada região. Isso aumenta a agilidade do processo, diminuindo custos e tempos associados, aumentando a satisfação do cliente.


- Redução de desperdícios: é essencial manter o estoque organizado e em boas condições. A falta de organização do estoque é um problema comum para indústrias de perecíveis, como alimentos, cosméticos e remédios, onde o armazenamento de maneira incorreta ou uma previsão de demanda muito alta podem levar a empresa a ter que jogar fora muitos produtos que não geram lucro ainda, mas estão com avarias ou vencidos.


- Controle de inventário: uma listagem é importante para controlar a quantidade, e garantir o uso de todos os recursos disponíveis. Uma fábrica que utiliza aço e não sabe quantidade armazenada de cada tipo, pode comprar mais que o necessário e lotar o espaço, ocasionando em possíveis perdas do material e trazendo maiores custos para manter a estrutura de um grande armazém.


- É possível economizar: muitas vezes comprar em grande quantidade traz a possibilidade de negociar o preço, dessa forma é possível ter o produto disponível assim que necessário e com o melhor fornecedor.


- Continuidade nas operações: a gestão de estoque permite à cadeia produtiva funcionar sem interrupções, já que, por exemplo, a falta de uma matéria prima pode parar a produção por tempo indeterminado, o que gera perda de prazos e um custo maior.


COMO MELHORAR MINHA GESTÃO DE ESTOQUES

Há muitas dicas para melhorar a gestão de estoques na sua organização, como fazer previsões através de históricos e expectativas do mercado, automatizar os processos com uso de softwares, estabelecer uma organização e conhecer cada produto e suas particularidades.


Um grande exemplo a ser seguido é a Amazon. A gigante das vendas é conhecida pela agilidade e boas práticas de gerenciamento de estoque. A empresa vem, cada vez mais, investindo diretamente na tecnologia na sua cadeia logística, desde o processo de compra, com o uso de Big Data e Inteligência Artificial dentro do seu site, inclusive com um sistema de “anticipatory shipping”, onde os determinados produtos são enviados para os centros de distribuição próximo as pessoas que tiveram maior intenção de compra. Nos centros de armazenamento e distribuição ela utiliza tecnologia: robôs gigantes para separação e movimentação de produtos, são um ótimo exemplo. Já no envio, a empresa investe em diversificação de transportadoras, além da própria, e nos meios de transporte, utilizando motos, carros, barcos, aviões e até drones, assim possibilitando entregas mais rápidas.


Um grande diferencial da Amazon, que pode ser aplicado a diversas empresas, é a cooperação entre os departamentos de logística e marketing, especialmente na hora de posicionar estrategicamente os estoques mais perto de potenciais compradores. Essa cooperação também pode ser abordada na organização em si, a foto que inicia o post, por exemplo, é de um centro de distribuição da varejista. Nele todos os produtos são separados por tipo e demanda, o que facilita que os produtos sejam encontrados e guardados, inclusive aqueles de lojas que vendem dentro do site e pagam comissão para Amazon. Isso só é possível pois estamos falando de uma empresa que está sempre investindo em inovação, equipes com uma grande gama de habilidades e especialidades e pensando na satisfação do cliente.


Você tem alguma experiência interessante com gestão de estoque? Alguma dica que aprendeu na prática? Gostaríamos de escutar você nos comentários!


Obrigada pela leitura,


Bruna Schiavini Hoepers

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CONTATO

Universidade Federal de Santa Catarina

Campus Trindade

R. Dep. Antônio Edu Vieira - Trindade, Florianópolis - SC, 88040-535, Brazil.

petepsufsc@gmail.com

(048) 3721-7060

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Instagram Icon

© Desenvolvido pelo grupo de Marketing 2017.2 e revisado pelo grupo de Marketing 2021.1